«

»

Imprimir Post

Como elaborar uma lista de convidados perfeita!

GuestList+%25281%2529 Como elaborar uma lista de convidados perfeita!
Um dos momentos mais delicados e de difícil decisão no planejamento do casamento é a elaboração da lista de convidados. Para não transformar a concretização de um sonho em pesadelo, nós, Moças Casamenteiras, fornecemos as diretrizes para que os noivos organizem a lista de convidados perfeita.
A lista de convidados é o primeiro passo para o planejamento de um casamento bem sucedido, já que a quantidade de pessoas interfere diretamente em todos os serviços a serem contratados como a escolha do local para a cerimônia e recepção e o número de convidados para o buffet.
Dois fatores são essenciais para a elaboração da lista de convidados – orçamento disponível e grau de intimidade com os possíveis convidados. Ambos definirão quantas pessoas poderão der convidadas para o evento e quem serão essas pessoas.
Mas por onde começar? Uma boa estratégia é dividir a lista em quatro partes – noiva, noivo, pais da noiva e pais do noivo – para que cada parte faça sua própria lista. O ideal é que, no papel, sejam colocados os nomes de todas as pessoas que os noivos e seus pais gostariam de convidar. A partir daí será produzida a lista definitiva, cortando-se os nomes repetidos e de pessoas que possam ser excluídas, em função do orçamento do casal.
Neste momento, bom senso é fundamental. A partir do número bruto de convidados, o casal pode dividir a quantidade de convites utilizando-se de um critério absolutamente justo: a família da noiva tem direito a convidar 25% do valor total de convidados, a do noivo 25% e o casal, 50%. Uma boa dica é fazer a lista de convidados em ordem alfabética; assim, evita-se repetir nomes e fica mais fácil conferir se faltou alguém.
A adoção de alguns critérios pode auxiliar na elaboração da lista. O casamento é um dos momentos mais importantes da vida do casal. Momentos importantes devem ser divididos com pessoas amadas. Deste modo, nada de convidar por educação ou obrigação. Nessa data tão especial não há espaço para “politicagem”. No dia do casamento, não há nada mais emocionante do que olhar para os lados e ver que estão ali, somente pessoas merecedoras do nosso amor e de nossa amizade.
Sendo assim, priorize as pessoas que façam parte do cotidiano e estejam diretamente envolvidos com o relacionamento do casal. Familiares e amigos com os quais vocês não têm contato há mais de 3 anos não precisam ser convidados. Chefe e colegas de trabalho só devem ser convidados se vocês possuem uma boa relação de convivência fora do local do trabalho. Finalmente, desistam de fazer convites por retribuição. Ser convidada para um casamento não implica em ter que retribuir o convite. Por infinitas razões, por vezes nos afastamos, perdemos contato, ou até nem somos tão próximos de pessoas que nos convidaram para o seu matrimônio. Lembre-se de que o momento requer pessoas que você faça questão que estejam ao seu lado nesse dia.
Feito isso, se for verificado que ainda é preciso dar mais uma “enxugada” na lista de convidados, algumas orientações podem ajudar o casal. O mais importante é avaliar quem são as pessoas que não podem deixar de ser convidadas e o quanto estas pessoas são próximas do casal. A partir daí, de acordo com o grau de intimidade, você pode começar a cortar quem realmente não é tão próximo. Neste momento, leve em consideração quem são os amigos com os quais o casal se relaciona socialmente, que frequentam a casa com assiduidade e que sempre continuarão frequentando.
Elaborar a lista de convidados não é tarefa fácil, mas pode se tornar mais prática seguindo-se algumas dicas:
v  Comece fazendo uma lista de grande dimensão, com os nomes de todas as pessoas que você gostaria de convidar. A partir daí, após definir o orçamento disponível e a quantidade final de convidados, corte aquelas com menor grau de intimidade e com as quais não possui nenhum tipo de “obrigação”;
v  Elabore a lista com tempo, para que você se lembre de todas as pessoas que quer convidar, e possa refazê-la, de acordo com a necessidade do casal;
v  Elabore a lista por ordem alfabética, de forma a evitar repetição de nomes. Coloque à frente o nome do par e dos filhos (se existirem e forem convidados), para que ninguém seja esquecido. Lembre-se que nunca se convida uma pessoa sem o seu cônjuge.
v  Faça uma segunda lista para substituir a porcentagem de convidados que não poderão ir ao casamento. Esta porcentagem, geralmente, corresponde a 20% do número de convidados, aproximadamente;
v  Tenha em mente que é praticamente impossível convidar todas as pessoas que a convidaram para o seu casamento. Se fizer questão de retribuir o convite, opte pelos casamentos mais recentes;
v  Caso exista a necessidade de reduzir a lista de convidados, abra mão dos amigos mais recentes e crianças. Se você achar indelicado pedir ao convidado que não leve os filhos, destine o convite do seguinte modo: “Sr. e Sra. Fulano de Tal”. Desta maneira, o convite é endereçado apenas ao casal, sem os filhos.

Link permanente para este artigo: http://www.mocascasamenteiras.com/2011/09/como-elaborar-uma-lista-de-convidados-perfeita.html