«

»

Imprimir Post

Orçamento pós-casamento {Os gastos após o sim}

Engana-se quem pensa que os gastos com o casamento encerram-se juntamente com a festa. Aliás, poucos são os noivos que possuem ciência de que alguns dias após o casamento surgem mais alguns débitos a serem quitados. Isso acontece porque os contratos são lidos pelos casais apenas quando na iminência da assinatura (até porque contratos não são livros de cabeceira de ninguém, correto? rs), fazendo com que os noivos se esqueçam do que acordaram com o contratante e deparem-se com estes gastos “inesperados”.

 

112812 2139 Osgastosaps1 Orçamento pós casamento {Os gastos após o sim}Fonte: http://pt.dreamstime.com/

 

Listamos a seguir os gastos mais frequentes cobrados no pós-festa:

  • Hora extra na locação do Espaço: Os espaços para eventos geralmente disponibilizam a locação pelo período de 6 – 8 horas, contadas a partir da chegada do primeiro convidado. Entretanto, alguns oferecem a possibilidade de prorrogar o tempo de locação, estipulando para isso, um horário limite para o término do evento e o valor a ser pago por cada hora extra utilizada. Portanto, é importante que o responsável pela coordenação do evento (geralmente é a assessoria) cerca de meia hora antes do horário estipulado para término sinta o clima da festa, converse com os noivos e verifique se vale a pena investir em horas a mais, para que a decisão não seja tomada no calor da emoção e posteriormente acabe acarretando prejuízo aos noivos.

     

  • Hora extra pelos demais serviços contratados: Do mesmo modo que o espaço, todos os fornecedores contratados estipulam em contrato horário para início e término de seus serviços. Sendo assim, é preciso bastante cautela na hora de decidir se a festa será prorrogada ou não, uma vez que todos eles irão cobrar pelo tempo de serviço a mais – bar, buffet, Dj, equipe de fotografia e filmagem, entre outros.

     

  • Convidados excedentes: Levante a mão quem nunca ouviu a velha história do “contratamos buffet para 150 convidados mas convidamos 250 porque sabemos que muitos não poderão comparecer”. Calma lá! Não precisa ser um expert em organização de eventos para perceber que não tem como essa logística dar certo não é mesmo? Planejamento é fundamental. Se a ideia é oferecer uma festa para 150 pessoas convide, no máximo, 170 pessoas. Do contrário, no dia do seu casamento, além de não ter lugares para acomodar o excesso de pessoas, não haverá comida de bebida suficiente para elas, ocasionando um péssimo serviço. Isso sem contar que vocês terão que pagar pelo número de convidados excedente em contrato.

     

  • Taxa de rolha: Prática bem comum, é um valor cobrado pelo buffet para servir as bebidas alcoólicas – geralmente whisky, vinhos e espumantes – fornecidas pelos noivos. A taxa é cobrada por cada garrafa aberta e é justificada em virtude do trabalho que o buffet terá com as bebidas – garçom, lavagem e refrigeração. Como muitos noivos desconhecem o termo “taxa de rolha” por vezes assinam o contrato sem questionarem a tal taxa e logo após o casamento se deparam com o custo das “rolhas”.

     

  • Quebras e reposição: No decorrer da festa quebras de copos, taças, pratos, itens de decoração e até mesmo mobiliário são extremamente frequentes e volumosos. Mesmo assinando em contrato a responsabilidade pelo pagamento dos itens que deverão ser repostos, muitos noivos se assustam com a quantidade de quebras e o valor cobrado pela reposição. Infelizmente, acidentes acontecem e as quebras são inevitáveis (quando acidentais, claro!). Portanto, é importante que os noivos tenham consciência dessa cobrança e reservem uma porcentagem do orçamento para este fim.

     

A melhor alternativa para o casal é estar preparado para os custos que virão após o casamento, afinal, na grande maioria das vezes, eles realmente virão. Alguns são inevitáveis, outro não. Por isso é importante que todo o planejamento seja seguido a risca e que nenhuma decisão seja tomada por impulso. Ok, a festa está ótima, vocês não querem que essa noite mágica termine, mas vale a pena investir em hora extra quando se tem pouquíssimos convidados na pista? Sabemos melhor do que ninguém que o casamento é um evento extremamente dispendioso e deve ser muito bem organizado, do princípio ao fim. Mas é importante que se saiba também que seu custo não termina quando as portas do espaço se fecham.

 

112812 2139 Osgastosaps2 Orçamento pós casamento {Os gastos após o sim}Foto: Macedo Salamonde

Fonte: http://noivasexageradas.blogspot.com.br/

 

Link permanente para este artigo: http://www.mocascasamenteiras.com/2012/11/os-gastos-apos-o-sim.html