Moças Casamenteiras no UOL, falando sobre decoração temática junina em casamentos reais

O UOL traz uma matéria fantástica sobre decoração temática. As festas juninas estão presentes na cultura dos brasileiros e atraem milhares de pessoas todos os anos para as deliciosas quermesses. E como não há nada mais gostoso do que festejar, por que não dar um toque junino na decoração do casamento? As dicas estão sensacionais. E nós, Moças Casamenteiras, não poderíamos ficar de fora né?

Confira!

Em clima de festa junina, decoração temática é opção para casório real

Cecília Leite
Do UOL, em São Paulo

08/06/2013

 

070713 1429 MoasCasamen1 Moças Casamenteiras no UOL, falando sobre decoração temática junina em casamentos reais

Casamento caipira é tradição nas festas juninas. A brincadeira, no entanto, pode se tornar real para os casais apaixonados pelos costumes do interior. Esse foi o caso da analista de sistemas Vívian Silveira e do atuário Rodrigo Cicconi, ambos 31 anos, que oficializaram a união no estilo festa junina, em junho de 2012. A comemoração aconteceu em Cotia, São Paulo, e foi organizada para 180 convidados.

“A inspiração nas festas juninas veio porque sempre tivemos vontade de fazer algo temático, com muitas cores e simplicidade. Pensamos em deixar os convidados à vontade, sem formalidades e, por isso, investimos na ideia”, explica Vívian. E os convidados adoraram a proposta. “Chapéus de palha, maquiagem caipira e as barracas de comida foram os itens que mais fizeram sucesso no nosso casamento”, lembra Vívian.

Fora todos esses itens e comidinhas juninas, o que dá o tom da festa, em todos os casos e temas, é a decoração –este é o principal segredo para criar o clima desejado. A seguir, veja dicas de decoração para deixar o seu casamento com espírito junino:

 

Caipira total


Se a intenção é abraçar a proposta de vez e tornar o casamento temático, este perfil deve combinar com os noivos, já que realmente contagiará os convidados e todos os detalhes da festa. “A ideia combina com casais estilosos e autênticos. Eles precisam abraçar o clima de festa temática e não se preocuparem com o que os outros vão pensar”, diz Denyze Marino, da empresa de assessoria de eventos Disk Festa. Por isso, depois de enviar os convites, é necessário reforçar que o pedido de traje caipira, por exemplo, deve ser levado a sério.

Para seguir o clima à risca, é indicado investir em uma festa com decoração rústica –no sítio, na fazenda ou até mesmo no jardim de casa e oferecer bufê com comidas e bebidas típicas, organizar uma quadrilha para animar a pista de dança e surpreender os convidados com uma bela queima de fogos. Mas tudo com muito bom senso para não encaretar a festa.

“Uma ideia prática para orientar a paleta de cores da decoração é se inspirar nos vestidos de tecido tipo chita, muito usado na confecção das roupas caipiras e que levam, tradicionalmente, estampas florais em cores quentes, como laranja, amarelo, vermelho e também o azul, que é uma cor fria”, explica a consultora de eventos Amanda Accioli. Os tecidos em xadrez também ajudam muito nesta etapa. Portanto, use-os em toalhas, guardanapos e cortinas. Itens de decoração como espantalhos, flores de papel e chapéus de palha também estão liberados.

E, na hora de escolher as flores da decoração e do buquê, as mais indicadas são as típicas da temporada mais fria do ano, como as tulipas e outras espécies que florescem no inverno – camélia e rosas. “Flores do campo, crisântemos e girassóis também combinam muito”, acrescenta Amanda. Para acertar, escolha as flores de tons mais quentes.

 

Caipira sofisticado


Como o casamento é um momento que deve ser exclusivo e de muita pompa, alguns casais resolvem adequar a decoração à altura do evento. Para isso, é indicado escolher itens requintados  e que remetam levemente ao tema. Foi o que, em junho de 2012, na cidade de Fortaleza (Ceará), a empresária Luiza Delise Martins, 33 anos, e o administrador Leonardo Gurgel, 35, fizeram, investindo no tema caipira chique (veja fotos no álbum). “O que não pode faltar na decoração é o equilíbrio de peças rústicas com itens mais requintados, tudo para não deixar de atender a essência de uma festa junina”, explica Gurgel.

Outra opção é acrescentar apenas alguns itens que enfeitam o bufê e o ambiente ou alguma brincadeira que “esquente” a festa. “Minha sugestão é adicionar pequenos detalhes juninos, como maçã do amor no bufê, bandeirinhas em tecidos ou rendas e correio elegante na pista de dança. São poucos detalhes com referências de festa junina, que dão charme e deixam o casamento com cara de sofisticado”, explica Fernanda Floret, autora do blog Vestida de Noiva.

Gabriela Lima de Paula, da assessoria Moças Casamenteiras, dá um dica essencial: “Para que a decoração não fique com um ar de quermesse, opte por bandeirinhas feitas em um papel com maior gramatura, ao contrário das tradicionais feitas em papel de seda. As feitas em tecido também podem ser uma boa opção”. Quem pretende oferecer uma festa mais personalizada, bandeirinhas com o nome ou inicial do casal fazem bonito.


Link permanente para este artigo: http://www.mocascasamenteiras.com/2013/06/mocas-casamenteiras-no-uol-falando-sobre-decoracao-tematica-junina-em-casamentos-reais.html

Moças Casamenteiras no UOL, dando dicas de como se organizar logo após ficar noiva

Finalmente ele tomou coragem e fez o pedido! Bem vinda ao mundo das noivas! Especialistas no universo casamenteiro conversaram com o UOL Casamentos para orientar às queridas quanto a melhor maneira de se preparar para as novas mudanças e fugir de possíveis saias justas.

Confira!

Especialistas dão ideias de como se organizar logo após ficar noiva3

Cecília Leite
Do UOL, em São Paulo

01/05/2013

 

070713 1522 MoasCasamen1 Moças Casamenteiras no UOL, dando dicas de como se organizar logo após ficar noiva

Logo depois de ficar noiva, corra para a manicure. Os olhos de todos estarão voltados para a sua mão direita

 

Durante o mês de maio, conhecido como o Mês das Noivas, é bom ficar preparada. Quando menos se espera, a temporada pode garantir que um grande amor se torne oficial e, com isso, existe a possibilidade de acontecer um pedido de casamento. A surpresa, no entanto, faz parte da tradição na hora do pedido e pode ser um dos momentos mais inesquecíveis da vida. Mas, depois de dizer “sim”, que tal estar preparada para encarar as próximas mudanças?

Para ajudar as futuras noivas, o UOL Casamento consultou profissionais para darem dicas de como agir depois de aceitar o pedido de casamento. Abaixo, veja dez principais ideias para se programar.

 

Avise os amigos mais próximos


Depois de aceitar o pedido de casamento, conte a novidade para as pessoas mais próximas pelo telefone ou pessoalmente. Não é legal atualizar logo o status nas redes sociais, por exemplo. O costume de expor a vida pessoal na internet precisa de muito cuidado. Determinados momentos, como um noivado, precisam de discrição.

“Certifique-se de que parentes e amigos mais próximos sejam os primeiros a receberem a notícia sobre o noivado, para não criar constrangimento ou deixar essas pessoas magoadas e sentindo-se excluídas deste momento tão importante da vida do casal”, diz Gabriela Lima de Paula, proprietária da empresa Moças Casamenteiras, especializada em assessoria e organização de casamentos.

 

Corra para a manicure


Nos próximos dias depois do pedido, os olhos de todos os amigos e familiares estarão voltados para a sua mão direita. Para não fazer feio, agende uma visita na manicure o mais rápido possível.

A manicure Gisele Camargo, que atende celebridades e fashionistas em seu nail bar, em São Paulo, acredita que a unha “filha única” é uma boa pedida. Neste caso, apenas o dedo anelar da mão direita, o que recebe aliança de noivado, ganha atenção especial.

“A unha do dedo da aliança ganha uma pintura mais elaborada enquanto, nas outras, é usada uma cor só. Pode ser um traço fio de ouro ou alguma estampa”, sugere Gisele.

 

Organize uma festinha


Para contar a novidade em grande estilo, vale organizar uma festinha. Assim, fica mais fácil de contar a novidade para todos de uma maneira bem especial.

“Para economizar, invista em uma reunião íntima com a família e os principais amigos”, diz a assessora de casamento Sylvia Queiroz. Entre as opções mais clássicas, os noivos podem oferecer um jantar elegante ou um brunch bem elaborado.

Durante o processo de organização da festa, o ideal é convidar apenas as pessoas que o casal considera muito. “Será o momento em que a noiva vai receber o anel de noivado formalmente. É o começo de tudo, marca o início de uma família também”, lembra Sylvia.

 

Comece a sonhar


Uma das partes mais gostosas de saber que o relacionamento será oficializado é poder sonhar com o “grande dia”. Curtam os momentos a dois imaginando como será o casamento e busque referências em sites e revistas especializadas. Também aproveitem para discutir quais são os sonhos em comum e como se organizar para realiza-los.

“Monte pastinhas com as referências e as mantenha sempre organizadas para criar um ponto de partida e, aos poucos, ir dando forma ao casamento”, indica Gabriela Lima de Paula, proprietária da empresa Moças Casamenteiras, especializada em assessoria e organização de casamentos.

Redes sociais como o Instagram e o Pinterest também ajudam a reunir boas ideias.

 

Organize-se

Aplicativos para celular e listas feitas à mão são ótimos aliados na hora de planejar o casamento. Faça anotações com tudo o que for a respeito do casamento para não esquecer nenhum detalhe como opções de espaço para a festa e indicações de bons profissionais.

“É possível organizar melhor os próximos passos usando uma lista de checagem. Anote os itens que pretende contratar e quando deverão ser contratados. Mantenha a lista sempre atualizada”, diz a assessora de casamento Alessandra Marino.

 

Economize dinheiro


Para conseguir atingir o casamento dos sonhos, comece a economizar desde o primero dia de noivado. Assim, quando estiver próximo da data escolhida, vai ser mais fácil atingir as metas.

“Sai em vantagem quem possui nas mãos o valor integral do casamento, uma vez que muitas empresas oferecem descontos atraentes para os clientes que efetuam o pagamento à vista”, diz Gabriela Lima de Paula, proprietária da empresa Moças Casamenteiras, especializada em assessoria e organização de casamentos.

 

Planeje no calendário


O calendário vai auxiliar na hora de começar a fazer os planos para o futuro. Marque datas possíveis para o casamento de acordo com o que espera de seu “grande dia”.

“Se quiser um casamento ao ar livre, por exemplo, procure uma data durante a primavera. Se os noivos preferem uma festa chique em um salão, aproveite a temporada mais fria do ano que exige produção extra dos convidados. Para a lua de mel, organize-se de acordo com os dias de folga e férias do trabalho”, diz a assessora de casamento Alessandra Marino.

 

Assessoria de casamento


No Brasil, poucos casais compreendem a importância da contratação de uma assessoria de casamento logo no início do planejamento, ao contrário dos Estados Unidos, por exemplo, onde o planejamento não se inicia sem uma assessora.

“A assessora de casamento auxilia na organização dos serviços a serem contratados indicando fornecedores, conseguindo boas negociações, esclarecendo dúvidas, orientando a maneira de economizar e onde investir e contribuindo com ideias que tornem o evento mais personalizado, com a carinha do casal”, explica Gabriela Lima de Paula, proprietária da empresa Moças Casamenteiras, especializada em assessoria e organização de casamentos.

 

Escolha o local do casamento


O lugar em que será realizado o casamento vai moldar o perfil da festa. Se a vontade dos noivos é casar fora do país, é melhor resolver com tempo de sobra o lugar e avisar os convidados para se programarem.

“Casar na praia ou no sítio, por exemplo, demanda trajes, decoração e bufê diferenciados. Quanto antes decidir o lugar, melhor vai ser para escolher os outros itens mais para frente”, diz a assessora de casamento Alessandra Marino.

 

Contato com os profissionais


Mantenha uma lista de profissionais atualizada. Estilistas, floristas, chefes de cozinha, barmans, bandas e fotógrafos costumam atender os noivos com exclusividade. Para não ficar de fora da agenda deles, comece a fazer contato.

“Espaços e igrejas podem ser visitados, as bandas podem ser assistidas em outros eventos. Fotógrafos e floristas disponibilizam portfólio até pela internet. Já a parte do bufê e do bar, que precisam de degustação, só poderá ser avaliada mais para frente, depois de pedir um orçamento. Para não perder tempo, reúna boas referências com amigos que já se casaram”, indica a assessora de casamento Alessandra Marino.

Link permanente para este artigo: http://www.mocascasamenteiras.com/2013/05/mocas-casamenteiras-no-uol-dando-dicas-de-como-se-organizar-logo-apos-ficar-noiva.html

Moças Casamenteiras na Folha de São Paulo, falando sobre o perfil das festas de casamento no Brasil e no Exterior}

Casamento é com a gente mesmo! E a querida Julia, da Folha de São Paulo, nos procurou para saber um pouco mais do perfil dos noivos que estão organizando sua festa de casamento.

Dá uma conferida!

Brasileiros são os mais festeiros na hora de casar

JULIA BOARINI
DE SÃO PAULO

20/04/2013 – 22h30

Está comprovado. O brasileiro é um dos povos mais festeiros do mundo. Pelo menos quando o assunto é casamento, os casais daqui gostam mesmo é de festas grandes, com centenas de convidados e tudo o que têm direito.

É o que mostra uma pesquisa realizada com 12.320 casais, de 14 países, feita pelo site Zankyou, especializado em listas de presentes.

Dos entrevistados brasileiros, 40% afirmaram que sua união foi celebrada com mais de 250 convidados. O índice coloca o país em primeiro lugar no ranking dos casórios. A média geral é de apenas 15% de uniões deste porte.

A festa da advogada Claudia Monteiro, 33, comprova os números do estudo. Ela se casou no ano passado com o arquiteto Paulo César Moreira Júnior, 36, e os dois não quiseram deixar ninguém de fora –chamaram 800 pessoas para a comemoração, no clube naval de Niterói (RJ).

“Sempre quis um festão e estava economizando para realizar meu sonho. Foi o máximo. Chamamos todo mundo que queríamos”, diz Claudia.

Gabriela Lima de Paula, dona da consultoria Moças Casamenteiras, afirma que as noivas em geral pensam em um casamento com cerca de 150 convidados. Porém, na hora de definir os nomes, a festa sempre fica maior. “Começam a fazer a lista e distribuir convites, e logo vira uma festa para 300 pessoas”, afirma.

O casamento da educadora Leda Maya, 60, foi realizado no último sábado. Ela, que celebrou sua terceira união, também quis uma festa grandiosa. “Na primeira vez, não fiz nada. No segunda, foi só a cerimônia religiosa. Dessa vez, quis o pacote completo, com tudo que tinha direito.”

Cerca de 250 amigos e familiares participaram da união de Leda e do professor Afonso Ferrario, 64, em Teresópolis (RJ). “Fizemos um churrasco em casa para todo mundo que a gente conhece”, conta a recém-casada.

INTIMISTAS

Se o Brasil é lugar para grandes celebrações, também tem espaço para as festas mais íntimas. A empresária Luciana Guirico, 36, por exemplo, preferiu um casamento para 50 pessoas. “Nós já morávamos juntos há cinco anos, a cerimônia foi mais para celebrar a união com nossa família”, diz.

Gabriela, da Moças Casamenteiras, diz que festas menores como a de Luciana são mais comuns em outros países. “Tenho clientes europeus [que vão celebrar a união no Brasil], e eles preferem uma festa intimista. Convidam quem realmente tem que estar lá. Aqui tem uma certa politicagem, aquela coisa de convidar por obrigação.”

De acordo com a pesquisa do Zankyou, apenas 15% dos portugueses escolheram fazer festas com mais de 250 convidados (5º lugar no ranking). O número foi ainda menor na Itália, com cerimônias grandes em apenas 12% dos casos (9ª posição).

Link permanente para este artigo: http://www.mocascasamenteiras.com/2013/04/mocas-casamenteiras-na-folha-de-sao-paulo-falando-sobre-o-perfil-das-festas-de-casamento-no-brasil-e-no-exterior.html

Moças Casamenteiras no UOL, falando sobre Fotolembrança em casamentos

Mais uma deliciosa contribuição das Moças Casamenteiras para o UOL Casamentos. Desta vez, falando sobre a febre das fotolembranças em seus mais variados tipos nas festas de casamento. Dá uma olhadinha!

Fotolembrança faz sucesso em casamentos e anima convidados

Cecília Leite

Do UOL, em São Paulo

18/04/2013

 

070413 0236 MoasCasamen1 Moças Casamenteiras no UOL, falando sobre Fotolembrança em casamentos

 

A fotolembrança instantânea está conquistando noivas e ganhando espaço no mercado matrimonial. A ideia é que todos voltem para casa com imagens fresquinhas em mãos, para lembrarem para sempre do “grande dia”. Normalmente, fotógrafos vão ao evento para tirar e revelar fotos estilizadas das pessoas presentes na recepção. Em outros casos, são os próprios convidados que viram fotógrafos por um dia e se divertem em fotocabines ou tirando cliques com os próprios celulares.

“É importante registrar o momento dos convidados na festa. A fotolembrança instantânea é legal, porque os itens revelados levam fotos dos próprios convidados e não só dos noivos. Isso torna o registro da noite ainda mais interessante”, diz Gabriela Lima de Paula, proprietária da assessoria de casamentos Moças Casamenteiras. A organizadora de eventos Morgana Zeefried também aposta na ideia. “A foto instantânea registra momentos de uma forma muito divertida. É visível a satisfação dos convidados.”

No mercado matrimonial brasileiro, existem diferentes tipos de fotolembranças. A seguir, conheça quatro opções que estão em alta:

Foto tradicional e pontos de foto


O fotógrafo contratado pode pedir para os convidados posarem já na entrada da festa, quando eles ainda estão bem arrumados e maquiados. “Na entrada, é fácil fotografar os convidados, porque eles geralmente chegam em família ou grupos, então consigo fazer bons cliques de casais e amigos em comum nesta etapa”, explica Walter Borges, fotógrafo da empresa Aquarella Digital. Alguns minutos depois, o próprio fotógrafo pode entregar para os convidados as fotos já reveladas e estilizadas.

Segundo Borges, uma ideia bastante usada é deixar as fotos dos convidados penduradas em algum espaço da festa para despertar a curiosidade deles. “Sugiro deixá-las na saída do evento, assim ninguém vai esquecer de levar a sua cópia. Gosto muito da ideia de usar pregadores para prender as fotos em alguma árvore da decoração.”

Outra opção é contratar uma empresa que customiza a imagem com molduras estampadas na foto ou até mesmo que trabalhe com foto imantadas, aquelas que possuem um imã na parte de trás. “Com o imã, a foto passa a ter uma nova função. Além de servir como lembrança, acaba enfeitando a geladeira e outros lugares da casa”, diz o fotógrafo Cleber Thiber, proprietário da empresa Thiber Fotografia.

Já a Fábrika de Eventos usa fotos tradicionais ou imantadas para customizar objetos como porta-lápis e cofres com as fotos dos convidados que foram clicados durante a festa. Outro serviço que a empresa oferece é o quadro vivo. “Montamos um ponto de foto com uma parede com molduras e buracos para os convidados posarem. O resultado é uma foto dentro de um quadro”, diz Claudia Caplan, diretora da empresa.

“Nós também disponibilizamos, após poucas horas, todas as fotos em nosso site e nas redes sociais”, avisa Claudia. Com isso, os convidados podem guardar as imagens dos amigos, parentes e dos noivos e montar seu próprio álbum virtual do casamento.

 

Fotocabine


Os noivos podem contratar um serviço de fotocabine para animar grande parte do casamento. O aluguel do equipamento da empresa Fotocabine, por exemplo, deve ser contratado, no mínimo, para quatro horas de festa. As fotos são ilimitadas durante o período contratado, a farra é garantida. “Até quatro pessoas podem entrar por vez na cabine e a máquina faz uma sequência de quatro fotos. Assim, cria-se uma dinâmica para fazer uma pose diferente a cada clique”, explica Felipe Corrêa, gerente da empresa. Neste caso, as fotos são impressas com um layout aprovado pelos noivos e criados por um designer.

Na foto cabine da empresa Papel Vivo, o primeiro passo é escolher se a recordação será colorida ou em preto e branco. Depois de posar para as fotos, os convidados digitam um e-mail pessoal para envio eletrônico da foto e, na saída da cabine, podem imprimir a imagem. “Outro atrativo são as imagens das pessoas dentro da cabine que são exibidas em um monitor para quem aguarda ao lado de fora. Isso envolve grupos e gera diversão para todos”, conta Lucas Alves, gerente da Papel Vivo.

 

Totem


O totem para fotos instantâneas revela as imagens em oito segundos. Na hora de posar, basta ficar parado em frente a um monitor e escolher algumas molduras personalizadas para enfeitar a foto. A empresa Fun Click, especializada neste serviço, oferece também itens como óculos, perucas e estolas para turbinar com humor o visual dos convidados. A foto pode ser enviada por e-mail ou compartilhada nas redes sociais diretamente pelo totem.

 

Instagram


Para os convidados mais moderninhos e ligados em tecnologia, uma opção bem legal é utilizar o aplicativo de celular Instagram. Depois, uma empresa especializada pode imprimir as imagens com os filtros usados e aplicar uma arte extra com o nome dos noivos e a data do casamento, por exemplo.

“A ideia é que os convidados tenham a chance de imprimir a foto que eles mesmo tiraram. Após a postagem, a foto é impressa em menos de um minuto”, explica Felipe Corrêa, gerente da empresa Printgram. Para dar certo, os noivos precisam divulgar uma hashtag como, por exemplo,  #CasamentoMariaeJoao, e os convidados fotografam pelo Instagram colocando a palavra-chave na legenda. “Em menos de um minuto o Printgram comenta a foto, avisando que ela está impressa. Algo como @Fernanda, sua foto já está impressa aqui ao lado do DJ”, conta Corrêa.

“Com a ajuda do Instagram, os noivos ganham imagens do casamento registrada pelos olhos dos convidados, é uma recordação muito especial. Já os convidados levam uma lembrança para sempre se lembrar do dia”, garante Thiago Ueda, proprietário da Fixagram.

 

Organize-se


A maioria das empresas cobra o serviço de foto instantânea por hora. Para não errar, converse com o representante e explique muito bem o perfil de seu casamento e dos seus amigos.

Vale também contratar o serviço com antecedência, já que é algo muito procurado para agitar casamentos. Também é bom pesquisar quais empresas oferecem itens de festa que divertem os convidados, como acessórios e figurinos divertidos.

Link permanente para este artigo: http://www.mocascasamenteiras.com/2013/04/mocas-casamenteiras-no-uol-falando-sobre-fotolembranca-em-casamentos.html

Moças Casamenteiras no UOL, falando sobre o significado das bodas de casamento

E como a gente quase não gosta de falar de casamento, a UOL Casamentos entrou em contato conosco para que falássemos um pouquinho sobre o significado das bodas de casamento.

Dá uma olhadinha!

Prata, ouro ou diamante? Entenda o significado das bodas de casamento

Cecília Leite

Do UOL, em São Paulo

11/03/2013

Arte/UOL

050813 1412 MoasCasamen1 Moças Casamenteiras no UOL, falando sobre o significado das bodas de casamento5, 25 e 60 anos de casado: a cada boda, o material que representa a união fica mais resistente, assim como o amor do casal –respectivamente ilustrado por madeira, prata e diamante

 

A palavra bodas significa aniversário de casamento e deriva do latim “votum”, que significa voto, promessa ou compromisso firmado entre um casal. A cada ano, o casal comemora a bodas de um material, mas nem sempre sabe o que isso significa. OUOL Casamento conversou com especialistas para explicar o significado das principais bodas e contar outras curiosidades.

“O costume de comemorar as bodas originou-se nos pequenos povos antigos da Alemanha, onde era costume presentear com uma coroa de prata os casais que chegavam aos 25 anos de união e com uma de ouro os que alcançavam os 50 anos juntos”, explica Gabriela Lima de Paula, proprietária da empresa Moças Casamenteiras, especializada em assessoria e organização de casamentos. Com a valorização cada vez maior do casamento, foram criadas outras simbologias para preencher os demais anos e comemorar as datas com maior frequência.

Segundo José Carlos dos Santos, o Frei Zeca, Bacharel em Teologia, Sacerdote na Diocese de Lins (SP) e autor do livro “Celebração de Bodas – Para Lembrar as Datas Principais” (editora Paulinas), celebrar a data é um sinal de maturidade, consistência, resistência, intensidade e consciência do amor. “Perder o amor é perder absolutamente tudo. Sendo assim, como significado religioso, as bodas relembram a promessa feita pelos noivos diante de Deus”, diz.

Quanto maior o tempo de casamento, maior é a resistência do material que simboliza a união. “A cada ano, o amadurecimento e a estruturação do relacionamento é lembrada, fortalecendo todas as promessas que foram feitas no dia do casamento –como amor, respeito, fidelidade e cumplicidade”, afirma Gabriela. Não se sabe quem de fato escolheu os materiais, mas é possível interpretar os seus significados em relação ao matrimônio. Ao longo dos anos, papel, madeira, cristal e diamante foram apontados como referência e, até hoje, dão significados únicos aos aniversários de casamento.

Da lista de bodas, a data mais comemorada é a de diamante, que celebra os 60 anos de casamento. “O diamante é o material mais rígido e estável da natureza, representa a indestrutibilidade e a consolidação do casamento. É o auge na vida de um casal, quando os obstáculos já foram superados, sonhos foram concretizados e uma família foi criada e estruturada. Embora todas as bodas sejam celebradas com grande amor e alegria, a de diamante seguramente merece destaque”, diz Gabriela.

Abaixo, entenda o significado* das principais bodas de casamento:

 

1 ano: papel
O primeiro é um período de conhecimento, descobertas e ajustes. O papel representa o início de tudo, quando literalmente os projetos saem do papel e ganham vida, além de significar a fase de escrever uma nova história, desta vez, a dois. Muitos casais definem o primeiro ano como a validação do compromisso firmado e assinado no dia do casamento, mas pelo pouco tempo de união, ainda existe uma certa instabilidade, que é representada pela fragilidade do papel.

5 anos: madeira
A madeira é um material resistente, sólido e utilizado como estrutura em construções. As bodas de madeira representam exatamente isso: estrutura e solidificação. O casamento cria raízes e ganha força nesta etapa. Muito mais forte do que o papel, a madeira, embora resistente, pode ser consumida diante de fogo, evidenciando que a relação ainda não é completamente estável.

10anos:estanho
O estanho é um metal maleável, por isso representa o relacionamento maduro e harmônico alcançado aos dez anos de casamento, mas que ainda pode ser marcado pela instabilidade do casal ao lidar com as dificuldades do cotidiano. Nesta etapa, resistência e flexibilidade se tornam a base da relação.

15 anos: cristal
O cristal é caracterizado pela transparência e excelente qualidade. Significa a união marcada pela transparência, pela solidez e pela vitalidade, repleta de sentimentos claros e nobres alcançados aos 15 anos de casamento.

20 anos: porcelana
Do mesmo modo que o casamento, as mais belas peças de porcelana passaram por um processo bastante intenso de produção para finalmente atingirem o resultado final. Foram submetidas ao calor e ao manuseio para que finalmente pudessem ganhar forma e serem admiradas. O mesmo ocorre em um casamento. Ao longo de 20 anos, o casal passa por diversas situações, experimentando a cumplicidade, o amor e o respeito mútuo que são os sentimentos necessários aos que buscam um casamento estável e verdadeiro.

25 anos: prata
A famosa bodas de prata, tão esperada por muitos casais, comemora não apenas a consolidação de um casamento de 25 anos, mas também a união da família. Filhos e netos se reúnem para a renovação dos votos do casal que ainda pretende manter a integridade do casamento, o amor, o respeito além de aproveitar a companhia do parceiro.

30 anos: pérola
A pérola não precisa ser lapidada pois, já possui brilho próprio, ela também não risca ou estraga com facilidade. Por isso, foi escolhida para representear a sobriedade e a sinceridade do amor na vida a dois. 30 anos marcam o início de um casamento realmente estruturado. Quase nada é capaz de abalar a relação, o momento é de buscar paz e harmonia, uma vez que os demais sentimentos já estão solidificados.

35 anos: coral
O coral é formado pelo acúmulo de sedimentos, ganhando forma e intensa durabilidade com o passar do tempo, assim como deve acontecer em um casamento. A cada dia, a relação vai sendo moldada, ganhando forma, força e durabilidade. Com isso, pequenos obstáculos vão sendo deixados para trás.

40 anos: rubi
O rubi é uma pedra de coloração avermelhada e o vermelho representa a paixão e o amor. Nesta etapa, é comemorado o ápice do amor. O que vem a seguir são sentimentos que intensificam o afeto, o carinho e o respeito entre o casal. O rubi é a segunda pedra mais dura da natureza, por isso também traduz a durabilidade do matrimônio, significa que o amor do casal é resistente.

45 anos: platina
A platina é um metal extremamente durável e rígido, assim como um casamento deve ser ao chegar aos 45 anos de convivência. O momento também carrega a lembrança de sempre prezar pela união.

50 anos: ouro 
O ouro significa a riqueza que se reflete na valorização do casamento e de uma história solidificada entre o casal e a família. De todos os metais, o ouro é o que exerce mais fascínio sobre os homens. Reúne beleza, brilho, valor, indestrutibilidade e maleabilidade. Traduz toda a nobreza do matrimônio que, na força do amor, vai se purificando mais e mais até tornar-se ainda mais valioso do que o próprio ouro.

55 anos: ametista
A ametista é uma pedra relacionada à proteção e espiritualidade. Ao completar 55 anos de casamento, o momento pede ainda mais amor, carinho e respeito para a relação continuar. Outros sentimentos passam a ser ainda mais valorizados, como a paz e a harmonia na relação entre o casal e os demais membros da família.

60 anos: diamante
Os diamantes são eternos. A pedra mais preciosa foi escolhida para representar a durabilidade e o auge da estabilidade na vida de um casal. Após 60 anos de casamento, nada é capaz de destruir a relação que foi cultivada ao longo dos anos. O diamante também significa que, ao atingir esta etapa, o casamento é “para sempre”.

*Consultoria de Nathalia Braga Pegoraro e Ana Lucia Naccarato, assessoras de casamento na empresa Moças Casamenteiras, e de José Carlos dos Santos (Frei Zeca), Bacharel em Teologia, Sacerdote na Diocese de Lins (SP) e autor do livro “Celebração de Bodas – Para Lembrar as Datas Principais” (editora Paulinas).

Link permanente para este artigo: http://www.mocascasamenteiras.com/2013/03/mocas-casamenteiras-no-uol-falando-sobre-o-significado-das-bodas-de-casamento.html

Pra não deixar a peteca cair!

10 em cada 10 noivinhas demonstram uma enorme preocupação quanto à animação dos convidados durante a festa do casamento – durante todo o planejamento se perguntam se os convidados curtirão a noite, se não irão embora cedo, e por aí vai. O medo de ver a tão sonhada e esperada festa “deixar a desejar” tem feito com que, cada vez mais, os noivos busquem atrações que mantenham o casamento animado, do começo ao fim. Pensando nisso, os casais têm investido em diversos produtos e serviços que surpreendam as pessoas e garantam entretenimento e diversão em suas mais variadas formas. A seguir, listamos algumas maneiras para “mimar” os queridos durante toda a noite. O segredo do sucesso é não sair por aí fazendo propaganda de tudo o que foi contratado e sim, ir surpreendendo a todos no decorrer da festa.

 

  • Banda

É a primeira opção para os casais que querem garantir uma pista de dança cheia madrugada adentro, uma vez que a interação com o público bem como as performances e improvisos garantem a empolgação dos convidados.

 

050813 1316 Pranodeixar1 Pra não deixar a peteca cair!

Fonte: http://www.bemcasados.art.br/

 

  • Escola de samba

Embora muitas pessoas digam que as escolas de samba já estejam “manjadas” uma coisa é fato: quando a bateria entra na pista, ninguém consegue ficar sentado. Em meio a passistas e ritmistas simpáticos e animados, os convidados se divertem cantando e sambando durante toda a apresentação.

 

050813 1316 Pranodeixar2 Pra não deixar a peteca cair!Fonte: http://www.vestidadenoiva.com/

 

  • Sandálias ou sapatilhas

Pista de dança e salto alto é uma combinação com prazo de validade curto. São poucas as lindas que conseguem manter um sorriso no rosto e um andar elegante após 1 hora fervendo na pista sobre um salto 10. As sandálias – de borracha ou rasteirinhas – ou sapatilhas, que antes eram vistas apenas como lembrancinhas passaram a ser uma forma de garantir que as convidadas, além de ter uma lembrança do casamento, pudessem aproveita-la já durante a festa, aproveitando a pista com conforto.

 

050813 1316 Pranodeixar3 Pra não deixar a peteca cair!

Fonte: http://www.dubrovnikluxuryweddings.com/

 

  • Impressão de fotos

Com a enorme quantidade de convidados registrando e postando nas redes sociais os momentos da festa, algumas empresas resolveram eternizar esse momento e oferecer a impressão de fotos instantâneas. É uma ótima maneira não apenas de investir em uma lembrancinha bacana para os convidados, mas também para os noivos, que têm a oportunidade de ver os registros do casamento pelos olhos dos amigos.

 

050813 1316 Pranodeixar4 Pra não deixar a peteca cair!

Fonte: http://www.phdemseilaoque.com/

 

  • Lanchinho da madrugada

Para matar aquela fominha que surge durante a madrugada, especialmente, a dos sobreviventes, que permanecem firmes e fortes sacudindo o esqueleto na pista de dança, aposte em comidinhas gostosas e atrativas compostas pela trilogia salgado, bebida e doce, como por exemplo, mini hamburguinho, milk shake de Ovomaltine e mini churros recheados com doce de leite.

 

050813 1316 Pranodeixar5 Pra não deixar a peteca cair!

Foto: http://flamisbuffet.wordpress.com/

 

  • Picolé

Para casamentos celebrados no verão – especialmente na praia – um sorvetinho vai muito bem, obrigada. O bacana mesmo é a forma de distribuir o sorvete – vale pensar na locação de um carrinho típico de picolé, ou até mesmo contratar um sorveteiro com isopor e tudo (personalizado hein?), e garantir a alegria dos convidados.

 

050813 1316 Pranodeixar6 Pra não deixar a peteca cair!

Foto: http://www.casamentos.com.br/

 

  • Ilhas de massagem

E quando seus convidados estiverem mortinhos de cansaços, com os pés moídos e achando que já viram de tudo, uma ilha de quick massage os deixará no céu, permitindo alguns minutinhos de relaxamento para que voltem para a pista ao melhor estilo John Travolta e Olivia Newton John.

 

050813 1316 Pranodeixar7 Pra não deixar a peteca cair!

Fonte: http://mulher.uol.com.br/

Link permanente para este artigo: http://www.mocascasamenteiras.com/2013/03/pra-nao-deixar-a-peteca-cair.html

Acerte na quantidade!

imagesCAIRTT6X Acerte na quantidade!
Foto: http://caras.uol.com.br/
Planejamento, organização, economia e bons fornecedores garantem parte do sucesso de qualquer casamento. A outra parte fica a cargo de comida e bebida de ótima qualidade, boa música e a animação dos noivos e convidados.
Sabemos que a parte mais dispendiosa de um casamento é a gastronomia, incluindo serviço de buffet, bolo, doces, bem-casados e bebidas. Sendo assim, acertar na quantidade é fundamental. O ideal é que não falte, mas que também não sobre a ponto de ser considerado desperdício.
Pensando nisso, para fazer o cálculo da quantidade necessária é importante que algumas informações sejam definidas. Deve-se levar em conta o tempo de duração o e o horário da festa, o tipo de serviço de buffet servido e a quantidade de crianças, jovens, mulheres e homens presentes na recepção.
O tempo de duração da festa conta muito. Quanto maior o tempo, maior será o consumo de comida e bebida. Para recepções em que o almoço ou o jantar são precedidos por um coquetel, o consumo do prato principal é menor. Em geral, crianças, mulheres e pessoas mais velhas comem menos. Na hora de calcular a quantidade de comida e bebida, deve-se contar cada 2 crianças como 1 adulto.
Jovens e homens ingerem maior quantidade de bebida alcóolica. No verão, bebidas como água, refrigerantes e cerveja são mais consumidas; no inverno, aumenta-se o consumo de vinho. Em festas animadas por banda ou dj, que duram até altas horas, o consumo de bebidas é bastante elevado.
As quantidades aqui sugeridas são realizadas com base no consumo médio de uma pessoa, para um coquetel, coquetel + prato quente, almoço e jantar, que são os tipos de buffet mais utilizados. Vale lembrar que algumas consomem mais e outras menos do que os valores aqui indicados.
Traduzindo em números:
v  Canapés e Salgadinhos
ü  Coquetel + almoço ou coquetel + jantar: 5 a 8 unidades por pessoa se houver almoço ou jantar em seguida;
ü  Coquetel + prato quente: 12 unidades por pessoa se houver um prato quente em seguida;
ü  Coquetel: 15 a 18 unidades por pessoa se houver apenas coquetel.
v  Entradas e Pratos quentes
ü  Frutas e vegetais: 120g por pessoa;
ü  Massa: 150g por pessoa se for servi-la como acompanhamento e 200g se for servi-la como prato principal;
ü  Carnes ou peixes: 200g por pessoa; para churrasco, 300g por pessoa;
ü  Arroz ou outro tipo de acompanhamento como farofa ou batata, por exemplo: 50g por pessoa;
v  Sobremesa
ü  1 prato por pessoa.
v  Bolo
ü  Em geral, quando o bolo é servido, grande parte dos convidados já está satisfeita. Deste modo, calcula-se para apenas 60% dos convidados, para que não haja desperdício.
ü  60g por pessoa se houver sobremesa e 100g por pessoa se não houver sobremesa.
v  Doces e Bem-casados
ü  Doces: 5 a 6 unidades por pessoa;
ü  Bem-casados: 2 a 3 unidades por pessoa.
v  Bebidas
ü  Whisky: 1 garrafa para cada 10 pessoas;
ü  Champagne ou Espumante: 1 garrafa para cada 2 pessoas se for servido durante toda a festa e 1 garrafa para cada 8 pessoas se for servido apenas durante o brinde;
ü  Vinho: 1 garrafa para cada 2 pessoas quando for servido durante o coquetel e 1 garrafa para cada 4 pessoas quando for servido durante o almoço ou jantar;
ü  Cerveja: 1 garrafa para cada pessoa em uma festa onde forem servidos água, refrigerante e água; 1 garrafa para cada 4 pessoas em uma festa onde forem servidos também vinho tinto e vinho branco; 1 garrafa para cada 6 pessoas se servirem, além das opções anteriores, whisky.
ü  Coquetel de frutas: 750ml para cada 25 pessoas;
ü  Refrigerante: 400ml em uma festa onde serão servidas outras bebidas e 600ml em uma festa onde serão servidos apenas refrigerantes e água;
ü  Água: 200ml por pessoa.
Algumas dicas podem ajudar no planejamento. Se a ideia é economizar não exagere na variedade de pratos. Quanto mais opções disponíveis, mais os convidados irão querer experimentar um pouco de cada, podendo levar ao desperdício.
Caso esteja na dúvida do que servir aos seus convidados, aposte em opções que saiba que agradará a todos, ou a maior parte. Deixe os pratos exóticos para outra ocasião.
48 polenta via Zest Cozinha Criativa Acerte na quantidade!

Link permanente para este artigo: http://www.mocascasamenteiras.com/2013/03/acerte-na-quantidade.html

Dia da Noiva {Em casa, no hotel ou no salão de cabeleireiro?}

Frequentemente nos perguntam qual é o melhor local para se realizar o dia da noiva. A resposta é simples: depende da personalidade e dos objetivos de cada noiva. Ficou com carinha de interrogação? A gente explica!

Cada noiva é única. Há noivas que preferem aquele dia de noiva clássico, no salão de cabeleireiro, com todos os mimos a que tem direito. Outras preferem a companhia das madrinhas para um dia de noiva regado a muitas risadas e bagunça. Há ainda as que preferem cuidar de alguns detalhes, durante a semana que antecede o casamento com profissionais de sua confiança no dia a dia, e deixam apenas penteado e maquiagem para o dia do casamento. As mais serenas, preferem a tranquilidade da própria residência e o colo de mãe para se prepararem para o “i do”.

 

120212 2112 DiadaNoivaE1 Dia da Noiva {Em casa, no hotel ou no salão de cabeleireiro?}Fonte: http://www.meliess.com/dica-onde-fazer-o-making-of/

 

Enfim, o que seria do azul se todas gostassem do rosa, não é mesmo? Entre as três opções – residência, salão ou hotel – não existe a melhor, mas sim, a que mais se encaixa no perfil e nas necessidades de cada noiva.

A seguir, apresentamos as vantagens e desvantagens de cada local para ajudá-las a descobrir qual é a melhor opção para você. Vale lembrar que, independente do local escolhido alguns fatores devem ser levados em consideração, afinal, este cenário será o pano de fundo para as fotografias do seu making of. É importante que o local seja amplo, para garantir que os profissionais (cabeleireiro, assistente, fotógrafo e cinegrafista) e demais pessoas que lá estarão circulem com facilidade sem aperto e tropeços. Boa iluminação também é fundamental para a hora do make e das fotos. Por fim, mantenha o ambiente organizado e bem decorado, para que o mesmo não cause sensação de caos e bagunça, mantendo a noiva tranquila e as fotos clean.

 

  • Dia da Noiva em casa

    Não existe lugar mais gostoso e aconchegante do que a casa da gente não é mesmo? Lá estão nossas coisinhas, nossa família, nosso pet, companheiro inseparável, o colo e o olhar atento da mamãe…

    E é exatamente por isso que muitas noivinhas optam por se preparar para o grande dia em sua própria residência. Pois além de se sentirem mais a vontade por já estarem familiarizadas com o ambiente, não precisam ficar disputando a atenção dos maquiadores e cabeleireiros com outras noivas e nem os próprios fotógrafos lutando por um espaço para fotografar sua cliente, e ainda têm a possibilidade de terem fotos lindíssimas com a família, com a ajuda da mãe fechando o vestido ou a carinha do papai ao ver a filhota vestida de noiva pela primeira vez. Isso sem contar que na própria casa a noiva não precisa se preocupar em se lembrar de levar tudo o que precisará para o salão ou para o hotel, pois pode contar com tudo o que precisar ali, à mão.

    A desvantagem é que alguns mimos devem ser realizados durante a semana que antecede o casamento, no próprio salão, em virtude da falta de infraestrutura como banho de imersão, massagem, coloração dos cabelos, entre outros. Mas nada que um bom planejamento não resolva não é mesmo? Marque depilação, manicure, pedicure, limpeza de pele, hidratação capilar e massagem para serem feitos poucos dias antes e deixe apenas o penteado e a maquiagem para o dia, em casa.

     

120212 2112 DiadaNoivaE2 Dia da Noiva {Em casa, no hotel ou no salão de cabeleireiro?}Foto: Vinicius Matos

Fonte: http://projetovestidodenoiva.blogspot.com.br/

 

  • Dia da noiva no hotel

    Para as noivas que buscam um pouco mais de glamour para o dia do sim, a opção é se arrumar em um hotel. Aliás, o dia da noiva no hotel funciona de modo semelhante ao dia da noiva em casa, já que a infraestrutura é bem parecida, entretanto rende fotos com uma decoração mais refinada, na maioria das vezes, porém, um pouco impessoal.

    Os bons hotéis estão extremamente preparados para receber as noivíssimas para o dia da noiva e dispõem de uma excelente estrutura para mimar as moças que estão com o pezinho no altar. Vale lembrar que os hotéis não reservam a suíte por horas e sim por diária. Deste modo, capriche na escolha e aproveite a suíte para o dia da noiva e para a noite de núpcias.

    Como o espaço é menor, quando comparado com uma residência, não é possível reunir todas as madrinhas, mãe, avó, irmã e, principalmente, animais de estimação, já que a maioria dos locais não permite. A ideia, nesse caso, é aproveitar o dia ao lado de poucas pessoas como a mãe e a irmã, por exemplo, para se arrumar e relaxar para o tão esperado momento.

     

    120212 2112 DiadaNoivaE3 Dia da Noiva {Em casa, no hotel ou no salão de cabeleireiro?}

    Fonte: http://diadanoiva-emcasa.blogspot.com.br/

     

    Duas dicas importantíssimas para quem vai se arrumar em casa ou no hotel: muito cuidado com atrasos, sobretudo quando a quantidades de mulheres para se arrumar é grande. No calor da diversão e com o número reduzido de profissionais tudo deve ser programado e executado com muita pontualidade a fim de evitar correria, atropelos e atrasos. A outra, importantíssima, é para as noivinhas ansiosas que deixam de se alimentar durante o dia. Gatíssimas, não é hora de dieta e saco vazio não para em pé. Nós, Moças Casamenteiras, já vimos noivas desmaiarem durante a cerimônia por hipoglicemia. Você não vai querer uma foto desta no seu álbum não é? Coma coisinhas leves, que não pesem no estômago, mas que a deixe alimentada e satisfeita.

     

    120212 2112 DiadaNoivaE4 Dia da Noiva {Em casa, no hotel ou no salão de cabeleireiro?}Foto: Farias Costa Fotógrafos

    Fonte: http://delas.ig.com.br/

     

  • Dia da Noiva no salão de cabeleireiro

    Para as noivas que não abrem mão daquele pacote ultra mega blaster plus advanced cheio daqueles serviços que toda mulher A-D-O-R-A, o salão de cabeleireiro é, sem dúvida, a melhor alternativa. Somente lá será possível fazer todo o “ritual” em apenas um dia.

    Como os espaços geralmente são amplos é possível reunir a mulherada no “parque diversões” e curtir o dia ao lado das queridas. As fotografias geralmente são excelentes, apesar da iluminação artificial, pois os salões, cada vez mais investem em objetos de decoração que valorizem o atendimento às noivas, como lustres de cristal e lindas poltronas.

    Entretanto, é importante ter em mente que é possível que você não seja a única noiva do dia. Isso significa salão cheio, pessoas que não fazem parte do seu momento e grande movimentação pelo salão, tanto de profissionais do salão como fotógrafos e cinegrafistas (os seus e os das outras noivas).

 

120212 2112 DiadaNoivaE5 Dia da Noiva {Em casa, no hotel ou no salão de cabeleireiro?}Foto: http://www.staniarty.com/

Link permanente para este artigo: http://www.mocascasamenteiras.com/2013/03/dia-da-noiva-em-casa-no-hotel-ou-no-salao-de-cabeleireiro.html

Dicas para organizar um casamento econômico

Casamento elegante não é sinônimo de casamento caro. É possível sim, realizar um casamento perfeito se o casal estiver disposto a abrir mão de algumas “frescurinhas” que a gente adora, mas que encarecem demais o orçamento da festa.
v  Data
A economia começa já na escolha da data. Esqueça os meses de maio e setembro, considerados os preferidos pelas noivas e, portanto, os mais caros para se casar. Janeiro, fevereiro e julho são boas opções uma vez que o mercado de casamentos sofre uma queda em virtude do grande número de pessoas que viaja de férias.
Outra dica que barateia os custos com o casamento é casar-se durante a semana. Quinta e sexta-feira são ótimas opções.
Fuja dos feriados e datas festivas como o Dia dos Namorados, quando os aluguéis aumentam e as flores tornam-se mais caras.
Case-se no verão e economize no buffet, já que a estação pede uma alimentação leve como saladas, mesa de frios, suco de frutas e sobremesas refrescantes.
v  Horário
A escolha do horário determina o estilo de serviço de buffet, decoração e traje dos noivos. Casamentos realizados durante o dia são menos requintados e luxuosos, portanto, mais econômicos.
Um dos itens mais dispendiosos de um casamento é o buffet. É possível servir um delicioso e completo café da manhã, ou um brunch, ou um bufê de massas para o almoço. Bebidas alcóolicas são dispensáveis. Espumante apenas para o brinde. Descarte a sobremesa e sirva o bolo de casamento e docinhos variados.
v  Local da cerimônia
   Fuja das igrejas tradicionais e famosas. Além do custo mais elevado, você fica presa aos fornecedores cadastrados a essas igrejas, ficando impossibilitada de conseguir preços melhores.
    Uma excelente opção é realizar a cerimônia religiosa no mesmo local da recepção. Com isso é possível economizar com o mobiliário, decoração, música e transporte dos noivos.
v  Local da recepção
Se a ideia é economizar nada de casar-se na praia ou no campo; este deslocamento engorda o orçamento em, no mínimo, 30%.
Na hora de escolher o local para a cerimônia opte por um que ofereça mobiliário incluso no valor do aluguel. A locação de mesas, cadeiras, pontos de bufês e pufes encarece o orçamento entre 5 e 10%.
v  Convite
Escolha um modelo no tamanho médio, sem vinco e sem monograma e troque o alto-relevo por uma impressão mais simples.
Prefira papel nacional de boa qualidade. Pagam-se cerca de R$4,00 por um pacote de 100 folhas, contra quase R$7,00 do importado.
Outra sugestão é optar por um modelo que não necessite de envelope. Basta dobrar e fechar com uma linda fita. A cada 100 unidades, economizam-se trinta folhas de papel.
Escolha um modelo de convite existente no catálogo do fornecedor. Para criar um molde novo, gastam-se só nisso entre R$200,00 e R$300,00.
Imprima uma quantidade 10% maior de convites para ter uma reserva. Sempre há o risco de esquecer alguém e a impressão de poucas unidades custa mais.
Para a caligrafia dos envelopes escolha letras clássicas. As góticas custam cinco vezes mais.
v  Serviço de buffet
O serviço à francesa custa 20% mais que o bufê americano, pois exige mais mão de obra para montar os pratos e para servi-los.
Opção de bufê mais em conta: finger food. As entradas são dispostas em ilhas de degustação onde há aperitivos e canapés. Para o jantar, pequenas porções de apenas dois pratos, como massas e risotos, servidas pelos garçons.
v  Bebidas
A ordem é economizar nas bebidas alcóolicas. O primeiro passo é escolher marcas nacionais de ótima qualidade, uma vez que bebidas importadas deixam o orçamento da festa pelo menos 20% mais caro. Se fizer questão de whisky, sirva-o apenas durante o coquetel. Vinho durante o jantar e espumante somente para o momento do brinde.
v  Bolo
Alugue um cenográfico para causar um lindo efeito nas fotos. Há modelos por R$200,00. Para servir a guloseima, que já vem cortada da cozinha, substitua a cobertura de pasta americana do bolo por ganache ou merengue, que são mais gostosas e econômicas. Recheios de brigadeiro e doce de leite também são opções mais econômicas.
v  Topo de bolo
Noivinhos personalizados são uma graça, mas não saem por menos de R$300,00. Compre um casal de noivinhos já pronto. Há opções lindas como porcelana, por exemplo. Outra sugestão é trocar os noivinhos por flores naturais.
v  Doces
Escolha apenas um fornecedor, pois quanto maior a quantidade de doces maior a possibilidade de se negociar um desconto.
Para uma mesa linda e econômica mescle doces elaborados com doces mais simples. Utilize forminhas de papel e descarte as opções em tecido. São lindas, mas também são caras.
v  Decoração
Os especialistas garantem: flores da estação diminuem até 30% do valor investido em decoração.
Para a cerimônia, não é necessário decorar cada banco da igreja. Coloque arranjo em uma fileira e pule as duas seguintes.
Em vez de utilizar somente flores, os arranjos de centro de mesa podem conter folhagem. Economiza, sem prejudicar o volume.
Para impressionar sem torrar dinheiro, lance mão de flores tropicais como helicônia, alpínia e bastão-do-imperador. Outras opções são a costela-de-adão, a dracena e a gipsófila, chamada popularmente de “mosquitinho”.
Utilize velas e porta retratos; além de reduzir a quantidade de arranjos florais deixam a decoração bastante charmosa.
v  Vestido de noiva
Ao invés de comprar, alugue o vestido. O primeiro aluguel, aquele em que a noiva manda fazer um vestido sob medida, mas depois o devolve à loja, sai por cerca de R$6.000,00. Subir ao altar com um que já foi usado custa metade desse valor.
Entre o véu e a mantilha, fique com a primeira opção, que é bem mais acessível.
A não ser que você tenha relíquias de família, esqueça as jóias e vá de bijouterias. Há lojas especializadas que vendem peças belíssimas, muito semelhantes a uma joia verdadeira, na aparência.

 

v  Aluguel do veículo
Nada de alugar veículo antigo ou limusine. Peça um carro bacana emprestado e contrate um motorista. A economia é de, no mínimo, R$500,00.
Se a cerimônia for realizada no mesmo local da recepção, esqueça o veículo de luxo. A probabilidade de alguém ver a chegada da noiva é muito pequena e, nesse caso, não haverá deslocamento dos noivos da cerimônia para a festa.
v  Fotografia e Filmagem
Um fotógrafo e uma câmera são suficientes para se captar imagens lindas se o orçamento estiver muito apertado. Caso não faça questão da filmagem, invista em um fotógrafo bem conceituado e você terá a garantia de um lindo álbum de casamento.
v  Música
Se você não abre mão do coral, ao menos contrate uma formação menor, com quatro instrumentos e uma voz.
É fato. Um Dj é bem mais econômico do que uma banda, e, se bem escolhido, é diversão garantida do começo ao fim da festa.
v  Lembrancinhas e bem casados
Dispense as lembrancinhas e distribua apenas os tradicionais bem casados. Mas fuja dos fornecedores da moda e opte pelo tradicional papel crepom nacional e fita de cetim. Embalagens mais requintadas como tecidos e caixinhas encarecem demais o produto.
Para restringir a quantidade do doce, ao invés de distribuí-lo na saída, deixe um em cada lugar nas mesas da recepção. Fica elegante, delicado e econômico.
v  Lua de mel
Fuja de destinos da moda e planeje a viagem entre os meses de março a junho ou agosto a novembro, meses considerados como baixa temporada para o turismo, o que implica em preços reduzidos e locais mais tranquilos, sem tantos turistas.
Imagem9 Dicas para organizar um casamento econômico

Link permanente para este artigo: http://www.mocascasamenteiras.com/2013/02/dicas-para-organizar-um-casamento-economico.html

Moças Casamenteiras no Melhor de São Paulo!

Estamos em festa! Hoje marcamos presença no na edição especial de casamentos da Revista da Folha do jornal Folha de São Paulo.

A revista, além de publicar uma extensa e lista de fornecedores de excelente qualidade, ainda traz matérias como: o passo a passo para quem está planejando o casamento, os custos com o evento, a importância da assessora de casamentos, o que está em alta e o que já era no mercado casamenteiro, entre outras coisas bacanérrimas.

E nós, Moças Casamenteiras, não poderíamos ficar de fora né? 😉

 

031313 1413 MoasCasamen1 Moças Casamenteiras no Melhor de São Paulo!

Fonte: Acervo Pessoal

Link permanente para este artigo: http://www.mocascasamenteiras.com/2013/02/mocas-casamenteiras-no-melhor-de-sao-paulo.html

Posts mais antigos «

» Posts mais novos